RADAR DO DIA: Atenção para a zona do euro e reforma tributária

São Paulo – A semana começa com os principais índices do mercado de ações no exterior operando em alta, impulsionados por dados que mostraram crescimento da atividade industrial na zona do euro e uma recuperação rápida das vendas do comércio varejista na Alemanha após o relaxamento de restrições à circulação que haviam sido impostas para diminuir a disseminação da covid-19.

No Brasil, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), concedeu entrevistas no fim de semana e reiterou que a reforma tributária será discutida em etapas, e que a última delas será a criação do imposto sobre transações defendido pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, e pelo setor de serviços, como forma de desonerar a folha de pagamentos. A expectativa é de que o primeiro parecer sobre a reforma tributária seja apresentado hoje ao Congresso.

Lira também defendeu a votação, até o meio do ano, do texto que autoriza a privatização dos Correios, e a reforma administrativa, cujo mérito começará a ser discutido na segunda quinzena de maio.

O Brasil registrou queda de 0,9% na média móvel de sete dias de novos casos de covid-19 ontem na comparação com sábado, para 59.160, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde. A média móvel de mortes caiu 0,6%, para 2.406. Em relação ao domingo anterior, a média de novos casos cresceu 4,1%, enquanto a de mortes caiu 3,6%.

Considerando apenas os dados de domingo, os novos casos somaram 28.935 – o que eleva o total de pessoas contaminadas pela doença desde o início da pandemia a 14,8 milhões. O número de novas mortes provocadas pela covid-19 ontem foi de 1.202, colocando o total de mortes decorrentes da doença em 407,6 mil.

Em âmbito corporativo, a Vale realizará hoje, às 10h, assembleia geral ordinária que elegerá novos membros do conselho de administração e novo presidente e vice da empresa. O evento foi cancelado na última sexta-feira após acionistas titulares de american depositary receipts (ADRs, recibos de ação de empresas estrangeiras negociados na Bolsa de Valores de Nova York) alegarem haver divergências entre os votos proferidos por meio de proxy cards e os votos transmitidos à companhia pelo depositário das ADRs.

A Cielo concluiu a estruturação de fundo de investimento em direitos creditórios (FIDC), constituído nos termos do Edital da Chamada Pública para Seleção de Fundo de Crédito para MPMEs, divulgado em 6 de maio de 2020, pela BNDES Participações (BNDESPAR).

A Ame Digital Brasil (Ame), plataforma mobile de negócios das Lojas Americanas e da B2W, fechou a compra da Nexoos Holding, que é uma fintech que conecta pequenas e médias empresas com investidores.

A Petrobras concluiu a venda da participação de 10% na Nova Transportadora do Sudeste (NTS) para a Nova Infraestrutura Gasodutos Participações, pelo valor de R$ 1,8 bilhão.

A BB Seguridade apresentou um lucro líquido de R$ 977 milhões, uma alta de 10,7% em relação ao mesmo período do ano passado, descontando os efeitos extraordinários.

A Ecorodovias celebrou com o Governo do Estado de São Paulo um termo que altera o contrato de concessão da sua concessionária Ecovias, encerra conflitos judiciais atualmente existentes entre as partes, estende o prazo da concessão e desequilíbrios reconhecidos e incluir novos investimentos necessários à prestação do serviço público, entre outras.

O conselho de administração da Eletrobras confirmou a eleição de Rodrigo Limp Nascimento para a presidência da estatal, com posse prevista para ocorrer até o dia 7 de maio.

A estatal também arquivou o Formulário 12b-25 junto à Securities and Exchange Commission (SEC), para notificar o adiamento do arquivamento de seu formulário 20F-2020, inicialmente previsto para hoje, 30 de abril, e prorrogado para até 15 de maio.

A Eletrobras foi notificada pela SEC, em 20 de abril, para enviar informações referente a uma investigação que está sendo conduzida sobre empréstimo compulsório e litígios correlatos da companhia, os quais foram divulgados no Formulário 20-F e arquivado junto à autarquia, relativos ao ano encerrado em 31 de dezembro de 2018.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) mudou a bandeira tarifária de amarela para vermelha patamar 1 em maio, com custo de R$ 4,169 para cada 100 kWh consumidos, de R$ 1,343 em abril, devido aos maiores custos de produção gerados pela escassez de chuvas típica do período.

A Eneva elegeu sete conselheiros independentes ao seu conselho de administração, para um mandato de um ano, em assembleia geral.

A Cosan aprovou, em assembleias geral ordinária e extraordinária, a proposta de desdobramento das suas ações, na proporção de uma para quatro, sem alteração do seu capital social, passando de 468.517.733 para 1.874.070.932 ações. A companhia também aprovou o pagamento de R$ 481 milhões aos acionistas, em 20 de maio, e elegeu membros do seu conselho fiscal.

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) informou que petroleiros do Norte Fluminense entrarão em greve a partir desta segunda-feira (3), após fracasso nas negociações entre Petrobras e representantes do Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF), filiado à entidade.

A Braskem apresentou seu relatório de produção e vendas relativo ao primeiro trimestre de 2021, com produção total de 762,6 mil toneladas de eteno, 1% acima do registro no 1T20 e taxa média de utilização de 82% em suas centrais petroquímicas, alta de 2 pontos percentuais em base de comparação anual.

O grupo Fleury anunciou o fechamento da aquisição de 80% das ações da Clínica de Olhos Dr. Moacir Cunha, do Instituto de Oftalmologia 9 de Julho – Serviços Médicos e do Centro Avançado de Oftalmologia .

A CPFL Energia aprovou, em Assembleia Geral Ordinária, o pagamento de R$ 1,7 bilhão em dividendos, equivalentes a R$ 1,501834847 por ação, em 29 de junho, aos acionistas detentores de ações em 30 de abril.

A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) aprovou, em assembleia geral, o pagamento de R$ 347,6 milhões em juros sobre capital próprio (JCP) aos acionistas, relativo ao lucro do exercício de 2020, em duas parcelas, de R$ 285,6 milhões até 31 de dezembro, e R$ 61,9 milhões em 2022.

O megaleilão da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae) ofertou quatro blocos e levantou um total de R$ 22,686 bilhões, um ágio médio 140,18% sobre o valor mínimo de outorga, de R$ 10,6 bilhões. Um dos blocos, o 3, não teve propostas, e o governo do estado do Rio de Janeiro disse que promoverá uma nova licitação, ainda este ano, com novos blocos.