Radar do Dia: Atenção à resultado das eleições nos EUA e ata do Copom

170

São Paulo – Os mercados de ações operam em alta no exterior, após dados recentes apontarem continuidade na recuperação da indústria da China – em particular nas exportações do país. Isso, somado a notícias de que os chineses podem barrar o cobre importado da Austrália, impulsiona também o preço de algumas commodities.

Nos Estados Unidos, hoje é o dia em que os americanos irão às urnas para decidir quem será o próximo presidente. O resultado final da votação levará dias para ser divulgado, visto que dezenas de milhões de pessoas votaram pelos correios, o que dificultará a apuração.

O candidato democrata, Joe Biden, aparece à frente do atual chefe da Casa  Branca, Donald Trump, nas pesquisas, e há sinais de que os democratas podem passar a controlar, além da Câmara, o Senado norte-americano – o que elevaria a chance de aprovação de um pacote de estímulo à economia.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, declarou vitória na disputa eleitoral presidencial contra o candidato democrata Joe Biden e disse que vai à Suprema Corte parar a contagem de votos e impedir uma fraude, enquanto as urnas seguem em apuração no país.

“Este é um grande momento. Esta é uma grande fraude em nossa nação.
Queremos que a lei seja usada de maneira adequada. Então, iremos para a Suprema
Corte dos Estados Unidos. Queremos que todas as votações parem. Não queremos
que eles encontrem cédulas às quatro da manhã e as adicionem à lista”,
disse Trump esta madrugada, a apoiadores.

No Brasil, a ata do Copom deixou claro que a taxa básica de juros pode  voltar a subir se houver qualquer sinal de piora do cenário fiscal. Além disso, os investidores devem ficar atentos às negociações no Congresso sobre desoneração da folha de pagamentos, cuja votação está agendada para amanhã.

Em âmbito corporativo, a TIM reportou um lucro líquido de R$ 390 milhões no terceiro trimestre do ano, queda de 30,6% na comparação com o mesmo período do ano anterior.

A divulgação semanal de tráfego da Ecorodovias mostra que, entre 16 de março e 01 de novembro, o volume de tráfego consolidado alcançou 208 milhões de veículos pagantes, uma queda de 9,8% na comparação com 18 de março a 03 de novembro de 2019, considerando o tráfego nos mesmos dias da semana.

A Hapvida convocou assembleia geral extraordinária para o dia 19 de novembro para aprovar a proposta de desdobramento da totalidade das ações de emissão da companhia, na proporção de cinco ações ordinárias para cada ação da mesma espécie, sem modificação do capital.

A Enel Distribuição São Paulo, antiga Eletropaulo, registrou lucro líquido de R$ 159,4 milhões no terceiro trimestre de 2020, queda de 53,9% em relação ao mesmo período do ano passado. A receita líquida ficou praticamente estável na mesma base de comparação, totalizando R$ 3,865 bilhões.

A Minerva Foods registrou lucro líquido de R$ 58,3 milhões no terceiro trimestre do ano e reverteu o prejuízo de R$ 82,7 milhões registrado no mesmo período de 2019, ainda refletindo impacto nas vendas pela pandemia.

O Itaú Unibanco registrou lucro líquido recorrente de R$ 5,0bilhões no terceiro trimestre, queda de 29,7% em relação ao terceiro trimestre de 2019. Em fato relevante divulgado antes dos resultados do trimestre, o Itaú Unibanco disse que vem mantendo discussões internas acerca do futuro de seu investimento na XP e que está em estágio avançado a possibilidade de desegregar essa linha de negócio do conglomerado em uma nova sociedade, mediante cisão de empresas do grupo com a versão de parte do seu patrimônio,
representada por ações representativas de 41,05% do capital da XP, para a nova
companhia (Newco).

O conselho de administração da Gol aprovou a celebração de contratos de garantia no valor de até US$ 170 milhões, a fim de garantir o cumprimento das obrigações assumidas por sua controlada Gol Linhas Aéreas nos contratos de  arrendamento mercantil de aeronave (lease agreements”) a serem celebrados entre a GLA e a GE Capital Aviation Services Limited.

A agência de classificação de risco Moody’s afirmou o rating da Usiminas em ‘Ba3’ e alterou a perspectiva da nota de crédito de negativa para estável, refletindo a expectativas de que o impacto negativo da pandemia do novo coronavírus nos negócios da companhia será muito menor do que o inicialmente esperado, reduzindo a tensão nas métricas de crédito e liquidez da empresa.