RADAR DO DIA: Atenção a Previdência na CCJ, operação do BC e decisão do STF

São Paulo – Os investidores devem monitorar a leitura do parecer da reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado a partir das 10h (de Brasília). O autor do documento, senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) já indicou ontem que propôs algumas modificações em relação ao texto aprovado na Câmara dos Deputados.

Entre as mudanças está a supressão de todos os trechos da reforma da Previdência referentes ao Benefício de Prestação Continuada (BPS), a reinclusão de estados e municípios, e a cobrança de contribuição previdenciária do setor agroexportador e de entidades filantrópicas.

Também deve mexer com o mercado o aumento no volume de operações de venda de dólares à vista conjugada com swaps cambiais anunciado ontem pelo Banco Central. Além do leilão de US$ 550 milhões às 9h30, está prevista também uma oferta de US$ 1,5 bilhão às 10h15.

Outro fator que pode influenciar o sentimento dos investidores é a notícia de que a segunda turma do Supremo Tribunal Federal (STF) anulou a condenação de Aldemir Bendine, ex-presidente da Petrobras e do Banco do Brasil, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A sentença original ao ex-executivo havia sido dada pelo atual ministro da Justiça, Sergio Moro. Foi a primeira vez em que o STF anulou uma das condenações do ex-juiz federal no âmbito da Lava Jato.

Em âmbito corporativo, A Pilgrim’s Pride, subsidiária da JBS, fechou um acordo para comprar a Tulip Company por 290 milhões de libras (US$ 354 milhões) numa transação em dinheiro que usará apenas os recursos do caixa da Pilgrim’s.

A subsidiária Furnas aumentou sua participação na Sociedade de Propósito Específico (SPE) Santo Antônio S.A. (Saesa) para 43,05% do capital total. Na operação foram negociadas 133,107 mil ações pelo valor total de R$ 57,436 milhões.

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) afirmou nesta terça-feira, por meio de seu perfil no Twitter, que seu partido conseguiu reunir as assinaturas necessárias para a criação de uma Comissão parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a crescente das queimadas na região amazônicas – a que deu a alcunha de CPI da Amazônia.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com