RADAR DO DIA: Atenção a dívida da Argentina, PIB do 2T19 e Petrobras

São Paulo – Os investidores devem reagir ao anúncio da Argentina de que pretende adiar e parcelar o pagamento de dívidas de curto prazo e renegociar o prazo das dívidas com vencimento um pouco mais distante.

O governo argentino também pedirá ao Fundo Monetário Internacional (FMI) que estabeleça um novo cronograma de pagamentos para os empréstimos em stand-by (de contingência).

A hipótese de reestruturação da dívida da Argentina era amplamente esperada pelo mercado desde que o presidente Mauricio Macri foi derrotado nas eleições primárias do país, no início de agosto, evento que provocou fuga de investidores, derretimento nos preços das ações e desvalorização significativa da moeda argentina, o peso.

No Brasil, as atenções estarão voltadas ao resultado do Produto Interno Bruto (PIB) do segundo trimestre, que cresceu 0,40% em base trimestral e 1,00% em termos anuais, superando as expectativas do mercado, de alta de 0,20% e de 0,70%, respectivamente. Vale lembrar, porém, que as bases de comparação são fracas. No segundo trimestre do ano passado o resultado foi afetado pela greve dos caminhoneiros, e nos primeiros três meses deste ano o PIB encolheu.

Em âmbito corporativo, a Petrobras alterou sua política de remuneração aos acionistas e incluiu cláusulas que determinam o valor do dividendo com base no nível de endividamento bruto da companhia.

O Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) decidiu favoravelmente à Petrobras em uma ação referente à homologação de créditos de PIS e Cofins e cancelou o débito de R$ 5,9 bilhões da companhia. Em comunicado, a Petrobras informou que a decisão é definitiva e que não cabe mais recursos sobre ela. A empresa também disse que vai retirar o valor da contingência de suas demonstrações financeiras.

Além disso, o conselho de administração da companhia elegeu Marcelo Barbosa de Castro Zenkner para o cargo de diretor-executivo de Governança e Conformidade.

O conselho de administração do banco Santander reelegeu Monique Silvano Arantes Bernardes para a função de Ouvidoria da companhia. Monique Bernardes é advogada e terá mandato de um ano no cargo.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com