RADAR DO DIA: Atenção a coronavírus, decisão do Fed e Santander

239

São Paulo – Os mercados ao redor do mundo seguem influenciados pelo coronavírus, embora alguns já mostrem recuperação, exceção é o mercado chinês que continua fortemente impactado pelo risco da doença.

Por aqui, ontem, o Ibovespa fechou em alta de 1,74%, aos 116.478,98 pontos, acompanhando o movimento de correção das principais bolsas no exterior, após a queda de mais de 3% no dia anterior, quando investidores ficaram assustados com a rápida disseminação do coronavírus.

Ao redor do mundo, os futuros de Nova Iorque operam no campo positivo no aguardo da decisão do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) e resultado trimestrais de empresas. Já as bolsas europeias abriram em leve alta enquanto as asiáticas, no caso Tóquio e Seul fecharam em alta, diferente de Hong Kong que reabriu após o feriado e encerrou em queda.

Além da preocupação com o coronavírus, o destaque do dia é a decisão do Fed a coletiva do presidente da instituição, Jerome Powell, que, de acordo com analistas, pode citar o avanço do coronavírus como um “risco novo” reforçando o discurso adotado nos encontros anteriores de que o banco central dos Estados Unidos segue atento aos números da economia do país e de outras economias.

Mais dois países entraram na lista dos que registraram casos confirmados do coronavírus – Alemanha e Sri Lanka, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Cada um entrou na lista com um caso, mas a Alemanha informou ontem que confirmou quatro pessoas infectadas e que outras 40 serão avaliadas para determinar se houve contágio.

Os países confirmados com a doença até o momento são: China com 4.537, Japão com seis, Coreia do Sul com quatro, Vietnã com dois, Singapura com sete, Austrália com cinco, Malásia com quatro, Camboja com um, Tailândia com 14, Nepal com um, Sri Lanka com um, Estados Unidos com cinco, Canadá com dois, França com três e Alemanha com 1.

No Brasil, o número de casos suspeitos do novo coronavírus aumentou. Agora, além da paciente no estado de Minas Gerais, também podem ter sido contaminadas outras duas pessoas – uma no Rio Grande do Sul e outra no Paraná.

Na política, o líder da Maioria e relator da reforma tributária analisada na Câmara (PEC 45/19), deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), confirmou que a proposta será discutida por uma comissão mista, de 15 deputados e 15 senadores. Ele esteve reunido com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ontem.

No âmbito dos indicadores, o Banco Central (BC) divulga a nota de política monetária e dos dados de fluxo cambial até a sexta-feira passada, enquanto o Tesouro divulga o resultado primário.

CORPORATIVO

O lucro líquido gerencial do Santander Brasil cresceu 9,4% no quarto trimestre de 2019 em relação ao mesmo período do ano anterior, para R$ 3,726 bilhões. O lucro líquido societário, que diferentemente do gerencial inclui resultados extraordinários e a despesa de amortização do ágio ocorrida no período, aumentou 12,4% na mesma base de comparação, para R$ 3,748 bilhões.

A Claro recebeu autorização do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) para participar como parte interessada de um processo julgado pelo órgão a respeito de um contrato de cessão de redes da Telefônica e da TIM. As empresas notificaram o Cade sobre o contrato no final do ano passado, afirmando que tinham como objetivo compartilhar as redes que possuem para aumentar a eficiência e expandir as coberturas de sinais 3G e 4G.

A Petróleo Brasileiro S.A. (PPSA) será a empresa responsável por avaliar os volumes excedentes aos contratados em cessão onerosa em Atapu e Sépia, as duas áreas com reservas de petróleo que não foram arrematadas no leilão do ano passado, segundo o Diário Oficial da União (DOU).

O conselho de administração da Comgás, subsidiária da Cosan, aprovou o pagamento de R$ 135,9 milhões em dividendos intercalares.

 A Oi confirmou que espera vender até março ao menos 700 torres de telefonia móvel, com a finalidade de arrecadar R$ 700 milhões ao caixa da companhia.

O conselho de administração da Multiplan autorizou a contratação de finança bancária de R$ 267,065 milhões junto ao Bradesco. Os valores são atualizáveis pelo Certificado de Depósito Interbancário (CDI).