RADAR DO DIA: Alta da Selic e balanços Petrobras, Vale e Suzano

197

São Paulo – As principais bolsas europeias operam sem direção única nesta manhã, com investidores no aguardo da divulgação de dados econômicos dos EUA, incluindo a primeira prévia do PIB de terceiro trimestre, além da decisão de política monetária do Banco Central Europeu (BCE).
Já nos EUA, os futuros das bolsas de NY operam com leve alta antes da divulgação de dados econômicos e balanços corporativos de grandes empresas como Apple e Amazon.
Na Ásia, as bolsas fecharam em queda após o Banco Central do Japão (BoJ) deixar sua política monetária inalterada e cortar previsões de crescimento para o atual ano fiscal.
No Brasil, os investidores devem reagir à decisão de ontem do Comitê de Política Monetária do Banco Central, que elevou a taxa básica de juros (Selic) em 1,50 ponto porcentual (pp), para 7,75% ao ano, e à sinalização de que ela deve terminar o ano em 9,25%.
O mercado também fica de olho na votação da PEC dos Precatórios na Câmara dos Deputados, prevista para hoje.
Na agenda do dia, atenção para a divulgação dos balanços corporativos de Vale, Petrobras, Suzano, Assaí e Fleury, após o fechamento do mercado.
Em âmbito corporativo, a Vale informou que retomará imediatamente as operações na mina de Onça Puma, no Pará, após decisão do ministro presidente do Superior Tribunal de Justiça.
O lucro líquido da Ambev aumentou 57,4% no terceiro trimestre, para R$ 3,713 bilhões, enquanto a receita líquida cresceu 18,5%, para R$ 18,493 bilhões.
O ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) em termos ajustados aumentou 7,8%, para R$ 5,468 bilhões. O volume de vendas da Ambev cresceu 7,7%, para 45,655 milhões de hectolitros.
A Dexco (antiga Duratex) reportou prejuízo de 8,0 milhões no terceiro trimestre de 2021, piora de 75,6% em relação ao mesmo período do ano anterior. Já o lucro líquido recorrente foi de R$ 267,5 milhões no mesmo intervalo, alta de 52,3% na mesma base de comparação.
A Telefônica Brasil apresentou um lucro líquido contábil de R$ 1,3 bilhão no terceiro trimestre de 2021, alta de 8,5% na comparação com o mesmo período do ano passado.
A Rede D’Or São Luiz comprou, por meio de sua afiliada Hospitais Integrados da Gávea-Clínica São Vicente, 100% do Hospital Santa Isabel, excluindo seus imóveis operacionais, pelo valor de firma de R$280 milhões, com dedução de endividamento líquido.
A Telefônica Brasil, dona da marca Vivo, assinou um memorando de entendimento não vinculante com a Ânima Educação para a criação de uma joint venture na área de educação. As empresas pretendem ter 50% de participação na joint venture cada uma e a nova empresa tem previsão de iniciar as atividades em 2022, com uma equipe própria e totalmente independente.
A Petrobras deu início à fase vinculante referente à venda da totalidade da sua participação nos campos de Uruguá e Tambaú, pertencentes à concessão BS-500, localizada na Bacia de Santos, no Estado do Rio de Janeiro, anunciado em 8 de setembro.
A administradora de shopping centers Multiplan obteve lucro líquido de R$ 568,7 milhões no terceiro trimestre de 2021, valor 82,5% menor em relação a igual período do ano anterior. A receita líquida caiu 68,5% no período e somou R$ 1,0 bilhão, na mesma base de comparação.
A RD (Raia Drogasil) elevou a sua previsão de abertura de lojas em 2022, que passou de 240 para 260 aberturas brutas.
A Vibra Energia (antiga BR Distribuidora) recebeu notificação sobre a celebração de acordo de acionistas para disciplinar o exercício do direito de voto relativo às participações minoritárias detidas pelos signatários Dynamo e Grupo RCC. O acordo vincula um total de 167.270.500 ações ordinárias da companhia, sendo 114.083.800 detidas pelo Grupo RCC e 53.186.700 detidas por veículos de investimento geridos pela Dynamo, considerando as posições detidas em 27 de outubro.
A Itaipu Binacional participará da Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP26) que ocorrerá de 1 a 12 de novembro, em Glasgow, na Escócia, para mostrar suas ações na área de sustentabilidade e buscar informações sobre crédito de carbono.