RADAR: Bolsas dos EUA devem subir após payroll nos EUA

São Paulo – Os contratos futuros de índices de ações dos Estados Unidos, que antes operavam perto da estabilidade, passaram a subir após o governo dos Estados Unidos divulgar que a criação de emprego em maio foi de 559 mil – abaixo das 663 mil esperadas, mas acima dos 278 mil observados em abril.

Segundo o economista-chefe da Capital Economics, Paul Ashworth, o resultado representa melhora na comparação mensal, mas sugere que a recuperação econômica nos Estados Unidos está longe de ser concluída, reforçando a tese de manutenção dos estímulos oferecidos pelo Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) à economia.

“Com o nível de emprego ainda 7,6 milhões abaixo do pico pré-pandemia, levaria mais de 12 meses neste ritmo para erradicar inteiramente a escassez”, afirmou. “Alguns meses atrás, nós esperávamos ver vários meses de ganhos [de emprego] de um milhão enquanto a economia reabria, mas a oferta de emprego está voltando muito mais devagar do que a demanda”, acrescentou.

“De modo geral, em quaisquer outras circunstâncias, um ganho mensal de mais de meio milhão seria algo impressionante, mas com uma escassez de 7,6 milhões, levará algum tempo até que o ‘progresso substancial’ esperado pelo Fed seja alcançado”, afirmou.

No Brasil, o mercado volta a funcionar depois da pausa do feriado, e deve acompanhar o movimento do exterior, diante da falta de indicadores capazes de dar uma direção específica à bolsa local.

Entre as notícias corporativas, a JBS USA e a Pilgrim’s anunciaram que as operações de todas as unidades nos Estados Unidos estão totalmente operacionais após a resolução do ataque cibernético que sofreram no domingo, segundo comunicado no site global da JBS.

A Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) disse que em junho a média diária de decolagens será de 1.319, um crescimento de 12% em comparação aos 1.028 voos registrados em maio, ou 42,8% da oferta regular.

A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) disse que o decreto apresentado pelo governo federal em 28 de maio, que estabelece condições e premissas para a contratação da reserva de capacidade na forma de energia, converge com a criação do Mercado de Capacidade, proposta pela entidade em janeiro.

A Petrobras disse estar aumentando a parcela de petróleo do pré-sal utilizado nas suas refinarias, “em consonância com as demandas e oportunidades do mercado nacional e internacional”, que alcançou 55% do total do petróleo refinado pela companhia entre janeiro e abril, com 1 milhão de barris diários processados de petróleo do pré-sal.

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) prevê que os 26 aeroportos com voos comerciais regulares de sua rede deverão receber 426.766 passageiros, com 3.702 pousos e decolagens, entre os dias 2 e 7 de junho, período que compreende feriado prolongado de Corpus Christi, alta de 410% e 353% em relação a 2020, respectivamente.

As vendas no varejo devem crescer em junho impulsionadas pelo dia dos namorados, como mostra uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com a Offer Wise Pesquisa, no qual 58% dos entrevistados disseram que pretendem comprar presentes na data. Com isso, a expectativa é de que sejam injetados cerca de R$ 18,3 bilhões na economia.

Edição: Gustavo Nicoletta (g.nicoletta@cma.com.br)