RADAR: Atenção a possível atraso da reforma da Previdência

89

Por Allan Ravagnani

São Paulo – Os principais índices acionários do mundo operam agora em direções distintas, após as fortes quedas de ontem com tensões comerciais envolvendo os Estados Unidos e China. Por aqui a derrota do governo nos destaques da reforma da Previdência ajudaram a pesar no índice.

Hoje, aqui no Brasil, os investidores devem repercutir a notícia de que o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, afirmou que a votação da reforma da Previdência em segundo turno pode atrasar ainda mais, podendo ficar para a segunda quinzena de outubro, como contou o “Estado” ontem.

O STF decidiu ontem, por 7 a 4, que réus delatados têm o direito de apresentar suas alegações finais após os réus delatores. A decisão representa um revés para a Operação Lava Jato, que realizou inúmeros julgamentos em desacordo com o entendimento.

Por 8 votos a 3, os ministros determinaram que fixarão uma regra sobre como e em que casos juízes devem anular as sentenças já dadas. O julgamento foi suspenso e ficou sem data definida.

O presidente Dias Toffoli gostaria de anular todas as sentenças em que o réu recorreu da ordem das delações finais. Nem todos concordam. Alguns, por exemplo, preferem anular apenas nos casos em que réus provem ter sido prejudicados.

O ex-presidente Lula apontou o livro do ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, no capítulo que o PGR conta que os procuradores da Lava Jato o pressionavam para denunciar Lula por organização criminosa, mas que Janot não cedeu. “Sempre tive convicção que eu era um troféu para a Lava Jato, mas não tinha provas, agora o livro mostra isso”, disse ao “Globo”.

Ainda ontem, o ministro Gilmar Mendes aproveitou a sessão do Supremo para fazer duras críticas à Lava Jato, especialmente ao ex-juiz Sergio Moro e ao coordenador da força-tarefa de Curitiba, o procurador Deltan Dallagnol.

EMPRESAS

A Embraer atualizou a estimativa de conclusão da fusão com a Boeing para o início do ano de 2020. A empresa afirmou que irá implementar uma segregação interna do negócio de aviação comercial da companhia a partir do final deste exercício social.

A Vale revisou suas estimativas de despesas unitárias de parada relativa a Brumadinho para US$ 3,0 por tonelada a US$ 4,0 por tonelada no terceiro trimestre, resultando em uma variação entre US$ 2,5 por tonelada e US$ 3,5 por tonelada no quarto trimestre.

O custo de caixa unitário C1 do negócio de mineração de ferro deve variar entre US$ 15,0 por tonelada e US$ 16,0 para cada tonelada no terceiro trimestre, e entre US$ 13,0 por tonelada e US$ 14,0 por tonelada no quarto trimestre.

Em 2019 o custo de frente unitário deve ficar em US$ 18,4 por tonelada e US$ 18,1 por tonelada em 2020. Segundo a empresa, o prêmio de qualidade deve variar entre US$ 5,0 por tonelada e US$ 6,0 por tonelada no terceiro trimestre deste ano.

Os acionistas da Natura aprovaram em assembleia geral extraordinária (AGE) a submissão do pedido de registro de emissor de valores mobiliários categoria “A” junto à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e a adesão da companhia ao Novo Mercado da B3.