Projeção de superávit comercial em 2020 sobe a US$ 42 bi, aponta Focus

128
Edifício-sede do Banco Central em Brasília. (Foto: Divulgação/BC)

São Paulo – Os economistas consultados pelo Banco Central elevaram a projeção de superávit da balança comercial brasileira em 2020 pela quarta vez seguida, passando de US$ 37,65 bilhões para US$ 42,00 bilhões, conforme o relatório de mercado Focus. Para 2021, a estimativa subiu de US$ 35,50 bilhões para US$ 42 bilhões, enquanto para 2022 foi de US$ 40 bilhões para US$ 43 bilhões.

Já para 2023, a projeção de superávit comercial subiu de US$ 38,70 bilhões para US$ 42 bilhões. Em relação à conta corrente, a previsão de déficit neste ano passou de -US$ 39,60 bilhões para -US$ 38,00 bilhões, na sétima revisão seguida, e foi -US$ 44,85 bilhões para -US$ 44,00 bilhões em 2021, na quarta revisão consecutiva.

Para 2022, a previsão de déficit da conta corrente passou de -US$ 50,40 bilhões para -US$ 49,50 bilhões, na quinta revisão seguida, foi e de -US$ 56,50 bilhões para -US$ 54,00 bilhões em 2023, marcando um mês de revisão. Em relação ao Investimento Direto no País (IDP), a projeção para 2020 caiu de US$ 72 bilhões para US$ 70 bilhões. Já para os próximos três anos, a projeção do IDP ficou em US$ 80 bilhões, cada.