Projeção de queda do PIB do Reino Unido passa de 10,2% a 9,8% em 2020, diz FMI

132
Guarda de honra britânica / Foto: Divulgação / Governo

São Paulo — O Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê uma contração menor da economia do Reino Unido este ano, para 9,8%, ante projeção anterior de queda de 10,2%, divulgada em junho, citando um melhor desempenho econômico do que o esperado aneriormente.

A previsão para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do ano que vem, por sua vez, foi rebaixada de 6,3% para 5,9%. Em 2019, o PIB norte-americano avançou 1,5%.

“Durante maio e junho, enquanto muitas economias reabriram provisoriamente após o Grande Bloqueio, a economia global começou a subir das profundezas a que havia mergulhado em abril”, afirma o relatório do órgão.

Mas, com a propagação e aceleração da pandemia em alguns lugares, muitos países desaceleraram a reabertura e alguns estão restabelecendo bloqueios parciais, o que irá afetar a recuperação.

“Embora a rápida renovação da China tenha surpreendido positivamente, a longa ascensão da economia global aos níveis de atividade pré-pandêmicos continua sujeita a reveses”, afirma o FMI.

O principal problema do país, no entanto, encontra-se no Brexit. “O acordo de transição do Reino Unido com a União Europeia expira em 31 de dezembro de 2020. Se os dois lados não chegarem a acordo e ratificar um acordo comercial antes disso, as barreiras comerciais entre eles deverão aumentar significativamente, o que aumentaria os custos do negócio e poderia interromper acordos de produção transfronteiriços de longa data”, afirma o relatório.