Produção de petróleo sob partilha cai 36,5% em novembro, diz PPSA

120

São Paulo – A produção total de petróleo dos contratos em regime de partilha alcançou 50 mil barris por dia (bpd) em novembro, queda de 36,5% na base anual e de 7% na base mensal, de acordo com a Pré-Sal Petróleo SA (PPSA), que administra os campos da União.
Segundo a PPSA, a redução mensal é reflexo da parada operacional, já sanada, de oito dias na área de Mero.

Do total produzido no mês, 23 mil barris de petróleo por dia (bpd) foram produzidos na Área de Desenvolvimento de Mero, 7 mil bpd em Entorno de Sapinhoá e 10 mil bpd em Tartaruga Verde Sudoeste.

Segundo a estatal, a parcela média diária da União nos três contratos de partilha de produção foi de 7,5 mil bpd, sendo 3,4 mil bpd na área de desenvolvimento de Mero, 4,1 mil bpd em Entorno de Sapinhoá e 39,5 bpd em Tartaruga Verde Sudoeste. O aumento mensal foi 7% devido à produção do campo de Entorno de Sapinhoá.

GÁS NATURAL

A produção total média diária de gás natural do consórcio e da União foi de 206 mil metros cúbicos (m/3) em novembro, sendo 127 mil m/3 por dia no Entorno de Sapinhoá e 79 mil m/3 por dia em Tartaruga Verde Sudoeste.

A média diária do total do excedente em gás natural em novembro de 2020 foi de 70 mil m/3, referente aos contratos do Entorno de Sapinhoá (69,7 mil m/3) e Tartaruga Verde Sudoeste (300 m/3) e reflete aumento de 359% em relação a outubro de 2020, devido à produção de Entorno de Sapinhoá.

O gás natural produzido em Mero, com alto teor de dióxido de carbono, está sendo injetado no reservatório para um efetivo aumento da produção de petróleo. Até o momento não há previsão para sua comercialização, disse a PPSA.