Produção mundial de aço bruto cai 1,5% em setembro, para 149,3 mi toneladas, diz WSA

347

São Paulo – A produção mundial de aço bruto diminuiu 1,5% em setembro, para 149,3 milhões de toneladas, em relação ao mesmo mês do ano passado, segundo os 63 países que reportam dados à Associação Mundial do Aço (WSA, na sigla em inglês).

A China seguiu como o maior produtor mundial no período, com 82,1 milhões de toneladas (-5,6%), seguido por India (+18,2%, a 11,6 milhões de toneladas), Japão (-1,7%, a 7,0 milhões de toneladas), Estados Unidos (+2,6%, a 6,7 milhões de toneladas) e Rússia (+9,8%, a 6,2 milhões de toneladas).

O Brasil aparece na nova posição, com queda de 5,6% na produção de aço em setembro em relação ao mesmo período do ano passado, com produção estimada em 2,6 milhões de toneladas.

No acumulado de janeiro a setembro, a produção mundial de aço está 0,1% maior que a observada no mesmo intervalo de 2022, em 1,4 bilhão de toneladas.

No Brasil, foram produzidas 24,0 milhões de toneladas de aço bruto entre janeiro e setembro, um recuo anual de 8,0%.