Produção de petróleo da Opep cai em 246 mil bpd em julho em base mensal

Sede da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), em Viena. Foto: Divulgação/ Opep

Por Cristiana Euclydes

São Paulo – A produção da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) caiu em julho ante junho, refletindo a menor oferta na Arábia Saudita, seguida por perdas no Irã, na Líbia e na Venezuela, de acordo com relatório mensal do cartel.

A oferta da Opep caiu em 246 mil barris por dia (bpd) em julho na comparação com maio, para 29,609 milhões de bpd, segundo fontes secundárias. Apenas na Arábia Saudita, a produção recuou em 134 mil bpd em julho, totalizando 9,698 milhões de bpd.

No Irã, a produção caiu em 47 mil bpd, para 2,213 milhões de bpd, enquanto na Líbia a oferta recuou em 42 mil bpd, para 1,078 milhão de bpd. A Opep e outros dez países, grupo conhecido como Opep +, mantém em vigor um acordo que prevê a retirada de 1,2 milhão de bpd do mercado até 31 de março de 2020.

A participação do petróleo da Opep no total da produção global caiu 0,3 ponto percentual (pp), para 30% em julho de 2019, em comparação com o mês anterior, segundo estimativa baseada em dados de comunicação direta para o fornecimento de países de fora do cartel, de líquidos de gás natural da Opep e de petróleo não convencional.

Além disso, os preços da commodity seguem voláteis. “Após uma ligeira recuperação em julho, os preços do petróleo caíram novamente nos primeiros dias de agosto, em meio a um aumento nas tensões comerciais entre Estados Unidos e China, para níveis não vistos desde o início do ano”, segundo o relatório.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com