Prévia do PIB sobe 2,15% em julho ante junho, abaixo do esperado

202

São Paulo – O Indice de Atividade Econômica (IBC-Br) do Banco Central subiu pelo terceiro mês seguido, em +2,15% em julho em relação a junho, atingindo 130,85 pontos, no maior nível desde março (131,76 pontos). Ainda assim, o resultado ficou abaixo da mediana das expectativas calculada pelo Termômetro CMA, de +3,10%.

Nos dados sem ajuste sazonal, o IBC-BR atingiu 135,92 pontos, recuo de 4,89% em julho na comparação com o mesmo período de 2019, acima da previsão do mercado, que esperava queda de 5,50%. Já nos últimos 12 meses até julho, o indicador acumula queda de 2,90%, enquanto no ano, o IBC-Br tem retração de 5,77%.

O indicador calculado pelo BC tem o objetivo de antecipar avaliações sobre o Produto Interno Bruto (PIB).