Presidente mexicano se une à Bolsonaro e adia reconhecimento de Biden

148

São Paulo – O presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, se juntou a presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, e adiou o reconhecimento da vitória do democrata Joe Biden nas eleições presidenciais norte-americanas.

López Obrador – que assim com Bolsonaro é um apoiador do presidente norte-americano, Donald Trump – disse que esperaria a resolução de ações na justiça que a campanha de Trump está apresentando antes de saudar o democrata.

“Não queremos ser imprudentes nem agir precipitadamente”, disse López Obrador em entrevista coletiva.

Além de Bolsonaro e López Obrador, o presidente da Turquia Recep Tayyip Erdogan, ainda não se manifestou sobre a conquista de Biden alcançada no último sábado.

Também não houve qualquer manifestação sobre as projeções de vitória de Biden por parte da China, que passou a travar uma guerra comercial com os Estados Unidos durante o mandato de Trump, nem pela Rússia, acusada de interferir nas eleições norte-americanas de 2016.