Prejuízo líquido da Gol sobe 10,8% no primeiro trimestre

Foto divulgação: Gol Linhas Aéreas

São Paulo – A Gol Linhas Aéreas teve prejuízo líquido de R$ 2,505 bilhões no primeiro trimestre deste ano, antes da participação minoritária, um aumento de 10,8% ante o mesmo período de 2020. A receita operacional líquida caiu 50,2% no período, para R$ 1,567 bilhão.

O ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado somou R$ 353,8 milhões no trimestre, queda de 75,4% na comparação anual.

No período, os custos e despesas operacionais da companhia aérea caiu 1,5 % e totalizou R$ 2,090 bilhões. Do total, o maior custo foi com combustível de aviação que somou R$ 566,1 milhões, queda de 43,5%, na mesma base de comparação.

Ao final do trimestre, a dívida líquida somava R$ 14,801 bilhões, 27,7% maior que o mesmo período do ano anterior. A alavancagem, medida pela relação dívida líquida por ebitda, era de 11,4 vezes, 8,8 ponto percentual (pp) maior que o mesmo período de 2010.

Ao final do trimestre, a empresa tinha uma frota operacional média de 127 aviões, que exclui aeronaves subarrendadas em MRO.

Bruno Soares / Agência CMA

Copyright 2021 – Grupo CMA