Prejuízo da JBS soma R$ 5,93 bi no 1T20 com perdas em operações financeiras

126
Foto: Divulgação/JBS

São Paulo – O prejuízo líquido da JBS no primeiro trimestre somou R$ 5,93 bilhões, após lucro de R$ 1,09 bilhão no mesmo período do ano passado, pressionado por perdas de R$ 9,08 bilhões com operações financeiras causadas pela desvalorização do real. A receita líquida da companhia aumentou 27,3% na mesma base de comparação, a R$ 56,48 bilhões.

A JBS disse que todas as unidades de negócios tiveram crescimento na receita em reais e que no primeiro trimestre cerca de 75% das vendas globais aconteceram nos mercados domésticos em que a empresa atua, e 25% ocorreram via exportação.

O ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da companhia aumentou 24,5%, para R$ 3,96 bilhões, enquanto o ebitda ajustado, que exclui perdas ou ganhos com parcelamentos fiscais, acordos de leniência e aquisições, aumentou 22,6%, a R$ 3,91 bilhões.

Durante o primeiro trimestre, a empresa perdeu R$ 8,21 bilhões com o resultado de variações cambiais ativas e passivas – bem mais que os R$ 171,9 milhões perdidos no mesmo período de 2019. Isso, somado a um aumento de 12,9% na despesa financeira com juros, para R$ 1,214 bilhão, prejudicou os resultados da companhia.