Preços ao consumidor da eurozona sobem 2,2% em julho em base anual

Foto: União Europeia (UE)

São Paulo – O índice de preços ao consumidor dos países que compõem a zona do euro subiu 2,2% em julho na comparação com o mesmo período de 2020, após a alta de 1,9% de junho, segundo dados preliminares divulgados pela agência de estatísticas Eurostat.

A inflação da zona do euro ficou acima da meta do Banco Central Europeu (BCE), que é de 2% ao ano, conforme definido na recente revisão estratégica.

O núcleo do índice, que exclui do cálculo os preços de energia, alimentos, álcool e tabaco, subiu 0,7% em julho em base anual, após a alta de 0,9% de junho. Os preços de alimentos, álcool e tabaco subiram 1,6% em julho, após a alta de 0,5% em junho, e os preços de energia avançaram 14,1%, após a alta de 12,6% no mês anterior.

Na comparação mensal, o índice de preços ao consumidor da zona do euro caiu 0,3% em julho, enquanto o núcleo do índice teve queda de 0,4%. Os preços dos alimentos, álcool e tabaco ficaram estáveis, e os de energia cresceram 1,8%.