Preço médio de imóvel residencial cai 0,14% em outubro

Por Allan Ravagnani

São Paulo – O preço médio dos imóveis residenciais encerrou o mês de outubro em queda de 0,14% em relação ao mês anterior, ante uma inflação de 0,08% (IPCA), formando assim uma queda real de 0,22% no preço médio de venda de imóveis, de acordo com o Índice FipeZap.

Entre as 16 capitais monitoradas, João Pessoa foi a cidade que apresentou a maior elevação (+0,67%), enquanto Fortaleza se destacou com o maior recuo no preço médio no período (-1,87%).

No acumulado até outubro deste ano, o Índice FipeZap manteve-se praticamente estável em termos nominais (+0,02%), ao passo que o IPCA acumula alta de 2,58%. A comparação entre a variação acumulada dos imóveis e a inflação impõe ao preço médio de venda de imóveis residenciais uma queda real de 2,49% no balanço parcial do ano.

Nos últimos 12 meses, os preços acumulam leve alta nominal de 0,19%. Considerando a inflação prevista de 2,51% para esse intervalo, o preço real apresentaria queda de 2,26% nos últimos 12 meses.

Dentre as 16 capitais, Manaus (+3,86%), Vitória (+3,65%) e Florianópolis (+3,02%) acumulam as maiores altas nominais de preço no período, enquanto Fortaleza é a cidade com maior recuo no preço médio (-4,04%), seguida por João Pessoa (-3,24%) e Campo Grande (-2,85%).

O preço médio de venda residencial em outubro de 2019 foi de R$ 7.236 por metro quadrado (m/2). Dentre elas, Rio de Janeiro se manteve como a capital monitorada com o preço do metro quadrado mais elevado (R$ 9.370 por m/2), seguida por São Paulo (R$ 8.969 por m/2) e Brasília (R$ 7.425 por m/2).

Já entre as capitais monitoradas com menor valor médio de venda residencial por m, destacaram-se: Campo Grande (R$ 4.169 por m/2), Goiânia (R$ 4.228 por m/2) e João Pessoa (R$ 4.542 por m/2).

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com