PMI do setor de serviços dos EUA sobe a 60,4 pontos em março

Vista de Manhattan, com o prédio das Nações Unidas no centro / Foto: Divulgação/ Governo britânico

São Paulo — O índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) sobre a atividade do setor de serviços dos Estados Unidos subiu para 60,4 pontos em março, depois de atingir 59,8 pontos em fevereiro, de acordo com dados revisados publicados pelo instituto de pesquisas IHS Markit. A expectativa era de alta para 60,2 pontos.

Na versão preliminar, o índice havia avançado para 60,0 pontos. Leituras acima de 50 pontos sugerem expansão da atividade, enquanto valores menores apontam contração. O PMI composto, que agrega dados dos segmentos industrial e de serviços, subiu para 59,7 pontos em março, de 59,5 pontos em fevereiro. A versão preliminar havia mostrado baixa para 59,1 pontos.

“A recente onda de crescimento do setor de serviços não dá sinais de diminuir, com outro desempenho impressionante em março fechando um trimestre em que as pesquisas do PMI indicam que a economia cresceu a uma taxa anualizada de aproximadamente 5%”, afirma o economista chefe do IHS Markit, Chris Williamson.

A expansão mais rápida de novos negócios em seis anos contribuiu para o aumento acentuado da produção, refletindo o fortalecimento da demanda dos clientes, diz a pesquisa.

As empresas também registraram um aumento renovado em novos pedidos de exportação. Enquanto isso, as taxas de inflação de custos de insumos e de produtos atingiram novos picos recordes, à medida que as empresas buscavam repassar aumentos acentuados nos preços de insumos aos clientes.

Ao mesmo tempo, o sentimento entre os provedores de serviços sobre os negócios no ano que vem melhorou, ajudando a impulsionar o crescimento do emprego para um máximo em três meses.

“Embora a demanda do consumidor esteja crescendo de forma especialmente forte por bens, as pesquisas agora também mostram uma atividade crescente no setor de serviços ao consumidor, ligada à implantação de vacinas, medidas mais flexíveis de contenção de vírus e nova injeção de estímulo em março. O crescimento dos serviços financeiros também está crescendo, em parte refletindo o dinamismo dos mercados imobiliários e de ações, e os gastos das empresas com serviços também estão aumentando à medida que as empresas enxergam tempos melhores, resultando em uma retomada bastante ampla e de aparência poderosa na economia”, conclui Williamson.