PMI do setor de serviços dos EUA cai a 59,9 pontos em julho após revisão

Foto: FreeImages.com / Cavell L. Blood

São Paulo – O índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) sobre a atividade do setor de serviços dos Estados Unidos caiu a 59,9 pontos em julho, de 64,6 pontos em junho, de acordo com dados revisados divulgados pelo instituto de pesquisas IHS Markit.

Na versão preliminar, o índice havia recuado para 59,8 pontos. Os analistas esperavam 59,8 pontos pontos em julho na leitura revisada. Números acima de 50 sugerem expansão da atividade, enquanto valores menores apontam contração.

O PMI composto, que agrega dados dos segmentos industrial e de serviços, caiu para 59,9 pontos em julho, de 63,7 pontos em junho. A versão preliminar havia mostrado 59,7 pontos.

“O ritmo de crescimento econômico dos Estados Unidos esfriou em julho, de acordo com os dados finais do PMI, mas permaneceu impressionantemente forte, sugerindo que o Produto Interno Bruto (PIB) aumentará de forma robusta novamente no terceiro trimestre”, disse o economista-chefe de Negócios do IHS Markit, Chris Williamson.

Segundo ele, as medidas de estímulo combinadas com a implantação da vacina e a reabertura da economia continuaram a impulsionar a demanda por bens e serviços, principalmente entre as famílias e especialmente em serviços voltados para o consumidor, como viagens e hospitalidade.

“No entanto, é provável que haja uma redução adicional na taxa de expansão nos próximos meses, uma vez que as expectativas de crescimento futuro diminuíram consideravelmente durante o mês. Essa diminuição do otimismo refletiu em parte o provável pico da demanda no segundo trimestre com a abertura da economia, mas também refletiu uma preocupação crescente com o potencial da variante Delta de perturbar a economia novamente”, conclui.