PMI do setor de serviços do Reino Unido cai a 55,5 pontos em agosto

Foto: Banco da Inglaterra (BoE)

São Paulo – O índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) sobre a atividade do setor de serviços do Reino Unido caiu a 55,5 pontos em agosto, de 59,6 pontos em julho, de acordo com dados preliminares do instituto de pesquisas IHS Markit.

Leituras acima de 50 pontos sugerem expansão da atividade, enquanto valores menores apontam contração. O PMI de todos os setores, que agrega dados sobre atividade industrial, de serviços e de construção, caiu para 55,3 pontos em agosto, de 59,2 pontos em julho.

“As recuperações mais fracas foram vistas nos setores da indústria e serviços, com este último registrando a maior perda de ímpeto desde julho”, diz a pesquisa, citando que incidências de redução da produção devido à falta de pessoal ou materiais eram quatorze vezes maiores do que o normal e os maiores desde o início da pesquisa em janeiro de 1998.

Assim, as empresas do setor privado do Reino Unido experimentaram uma forte desaceleração no crescimento da produção em agosto, com restrições na atividade empresarial devido à falta de pessoal e questões da cadeia de abastecimento.

Esforços para reconstruir capacidade e forte otimismo em relação à perspectivas contribuíram para o aumento mais rápido nos números de emprego desde o índice começou em janeiro de 1998. No entanto, atrasos de trabalho aumentou pelo sexto mês consecutivo, à medida que as empresas lutavam para acompanhar a demanda de cliente.