PMI do setor de serviços da eurozona cai para 46,2 pontos em outubro

173

São Paulo – O índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) sobre a atividade do setor de serviços da zona do euro caiu para 46,2 pontos em outubro, de 48,0 pontos em setembro, de acordo com dados preliminares divulgados pelo instituto de pesquisas IHS Markit.

Leituras acima de 50 pontos sugerem expansão da atividade, enquanto valores menores apontam contração. O PMI composto, que mede a atividade dos setores industrial e de serviços, caiu para 49,4 pontos em outubro, de 50,4 pontos em setembro.

Segundo a pesquisa, a atividade de serviços deteriorou-se em meio a crescentes preocupações com a covid-19. A Alemanha foi o único ponto forte, como a França e o resto da região como um todo entrando mais profundamente em declínio.

A produção de serviços caiu pelo segundo mês consecutivo, deteriorando-se pela taxa mais acentuada desde maio, enquanto o emprego caiu como um todo na eurozona pelo oitavo mês seguido. Já as expectativas pelos próximos 12 meses continuaram deteriorando-se.

“A zona do euro está em maior risco de cair em uma desaceleração dupla na medida em que uma segunda onda de infecções de vírus levaram a uma nova queda na atividade de serviços”, de acordo com o economista da IHS Markit, Chris Williamson.

“Embora a retração geral permaneça apenas modesta, e muito mais leve do que visto durante o segundo trimestre, a perspectiva de um retorno à recessão vai exercer maior pressão sobre o Banco Central Europeu (BCE) para adicionar mais estímulo e para os governos nacionais ajudarem amortecer o impacto das medidas de contenção à covid-19”, disse ele.