PMI de serviços da China cai a 46,7 pontos em agosto, diz Caixin

Foto: Freeimages.com/ Martin Boulanger

São Paulo – O índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) sobre a atividade do setor de serviços da China caiu para 46,7 pontos em agosto, de 54,9 pontos em julho, de acordo com dados do instituto de pesquisas IHS Markit e do grupo de mídia Caixin.

Leituras acima de 50 pontos sugerem expansão da atividade, enquanto valores menores apontam contração. O PMI composto, que agrega dados sobre a atividade dos setores industrial e de serviços, caiu para 47,2 pontos em agosto, de 53,1 pontos em julho.

“Foi a primeira vez que a atividade de serviços encolheu desde abril de 2020, refletindo interrupções causados surgiram em partes da China começando no final de julho”, disse o economista sênior do Caixin Insight Group, Dr. Wang Zhe.

“No setor de serviços, a oferta e a demanda encolheram. Indicadores de atividade de negócios e total de novos negócios despencaram em território contracionista pela primeira vez em 16 meses, com oferta caindo em um ritmo mais acentuado do que a demanda”.

Segundo ele, as exportações ficaram estáveis no geral, embora as empresas pesquisadas tenham dito que os recentes surtos prejudicaram o comércio exterior. O indicador para novos negócios de exportação foi ligeiramente acima de 50. Já o mercado de trabalho em serviços enfraqueceu.