PMI de serviços na zona do euro sobe a 52,8 pts em dezembro

217

São Paulo – O índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) sobre a atividade do setor de serviços da zona do euro subiu para 52,8 pontos em dezembro, ante 51,9 pontos em novembro, segundo dados revisados divulgados pelo instituto de pesquisas IHS Markit. Na versão preliminar, o índice havia subido para 52,4 pontos.

Leituras acima de 50 pontos sugerem expansão da atividade, enquanto valores menores apontam contração. O PMI composto, que agrega dados sobre a atividade dos setores industrial e de serviços, subiu para 50,9 pontos em dezembro na versão revisada, de 50,6 pontos em novembro. A versão preliminar havia mostrado estabilidade em 50,6 pontos.

Todas as nações cobertas pela pesquisa registraram crescimento da no setor de serviços, lideradas pela Espanha e Irlanda. A alta do PMI de serviços de dezembro na eurozona foi puxada pelo crescimento de novos negócios, apesar da redução de novos negócios de exportação.

Já a confiança das empresas fortaleceu-se para seu nível mais alto desde julho, com a recuperação liderada por uma forte melhora no sentimento entre os provedores de serviços alemães. “Embora a maré esteja virando, os riscos negativos para o crescimento no próximo ano permanecem notáveis”, disse o economista-chefe do IHS Markit, Chris Williamson.

“Enquanto as guerras comerciais entre Estados Unidos e China diminuíram, qualquer escalada de tensões comerciais entre os Estados Unidos e a Europa provavelmente atingirá ainda mais as exportações. O Brexit também permanece uma grande incerteza e provavelmente continuará a prejudicar o crescimento na Europa”.

Williamson disse ainda que, na ausência de grandes acontecimentos adversos, “esperamos ver o crescimento começando a melhorar em 2020, com baixa taxa de inflação e afrouxamento de condições financeiras de apoio aos gastos dos consumidores em especial.”