PMI de serviços dos EUA sobe a 36,9 pontos em maio em leitura preliminar

166

São Paulo – O índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) sobre a atividade do setor de serviços dos Estados Unidos subiu a 36,9 pontos em maio, depois de atingir 26,7 pontos em abril, de acordo com dados preliminares divulgados pelo instituto de pesquisas IHS Markit.

Analistas previam 30,0 pontos em maio. Números acima de 50 sugerem expansão da atividade, enquanto valores menores apontam contração. O PMI composto, que agrega dados dos segmentos industrial e de serviços, subiu para 36,4 pontos em maio, depois de marcar 27,0 pontos em abril.

Segundo o IHS Markit, a redução na produção foi impulsionada pela fraqueza na demanda de clientes nacionais e estrangeiros, enquanto as vendas totais continuaram a diminuir acentuadamente, uma vez que setores voltados para o consumidor lutavam para retornar com segurança ao trabalho.

“Espelhando a incerteza em relação a atividade de serviços no futuro, os prestadores de serviços colocam funcionários em licença ou foram forçados a reduzir o número de trabalhadores, e em um ritmo marcado”, de acordo com a pesquisa.

“Prevemos que o Produto Interno Bruto (PIB) cairá a uma taxa anualizada de cerca de 37% no segundo trimestre, e a economia levará dois anos para recuperar o pico pré-pandêmico”, disso o economista da IHS Markit, Chris Williamson.