PMI de serviços dos EUA cai ao menor nível da série histórica

358

São Paulo – O índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) sobre a atividade do setor de serviços dos Estados Unidos caiu a 39,1 pontos em março, seu menor nível histórico, depois de atingir 49,4 pontos em fevereiro, de acordo com dados preliminares divulgados pelo instituto de pesquisas IHS Markit.

Analistas previam 42,0 pontos em março. Números acima de 50 sugerem expansão da atividade, enquanto valores menores apontam contração. O PMI composto, que agrega dados dos segmentos industrial e de serviços, caiu para 40,5 pontos em março, seu menor nível histórico, depois de marcar 49,6 pontos em fevereiro.

Segundo o IHS Markit, “as empresas do setor privado dos Estados Unidos indicaram uma contração na atividade geral em março após a escalada do surto da doença de coronavírus (Covid-19)”, para seu menor nível desde que os dados da pesquisa passaram a ser disponibilizados, em outubro de 2009.

No setor de serviços, uma queda acentuada nos novos pedidos conduziu a baixa forte na produção. A queda nas vendas foi a maior já registrada, com a demanda de clientes nacionais e estrangeiros enfraquecida. Os segmentos mais afetados foram de viagens e turismo.

Já o emprego caiu no ritmo mais acentuado desde outubro, e as empresas esperam uma produção inalterada nos próximos 12 meses, “com incertezas de Covid-19 pesando sobre a confiança, representando a perspectiva mais sombria já registrada pela pesquisa”.