PMI de serviços da eurozona cai para 48,0 em setembro após revisão

128

São Paulo – O índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) sobre a atividade do setor de serviços da zona do euro
caiu para 48,0 pontos em setembro, de 50,5 pontos em agosto, segundo dados revisados divulgados pelo instituto de pesquisas IHS Markit. Na versão preliminar, o índice havia caído para 47,6 pontos.

Leituras acima de 50 pontos sugerem expansão da atividade, enquanto valores menores apontam contração. O PMI composto, que agrega dados sobre a atividade dos setores industrial e de serviços, caiu para 50,4 pontos em setembro na versão revisada, de 51,9 pontos em agosto. A versão preliminar havia mostrado 50,1 pontos.

“Com a economia da zona do euro quase estagnada em setembro, as chances de uma nova desaceleração no quarto trimestre aumentaram claramente”, disse o economista chefe de negócios do IHS Markit, Chris Williamson.

Segundo ele, a Espanha foi especialmente atingida, pois o aumento do número de casos de covid-19 levou a mais restrições, mas recessão no setor de serviços também foi registrada na França e na Irlanda, enquanto uma quase paralisação foi registrada na Alemanha.

Assim, “muito vai depender de as segundas ondas de infecções pelo vírus serem controladas, e se restrições de distanciamento podem, portanto, ser afrouxadas para permitir que a atividade do setor de serviços se recupere”.