PMI de serviços da China cai a 52,0 pontos em janeiro, diz Caixin

113
Foto: Freeimages.com/ Gary Tamin

São Paulo – O índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) sobre a atividade do setor de serviços da China caiu para 52,0 pontos em janeiro, de 56,3 pontos em dezembro, de acordo com dados do instituto de pesquisas IHS Markit e do grupo de mídia Caixin.

Leituras acima de 50 pontos sugerem expansão da atividade, enquanto valores menores apontam contração. O PMI composto, que agrega dados sobre a atividade dos setores industrial e de serviços, recuou para 52,2 pontos em janeiro, de 55,8 pontos em dezembro.

A leitura do setor chinês de serviços de janeiro foi a mais baixa em nove meses. “A recuperação pós-pandemia do setor continuou, mas em um ritmo muito mais lento”, de acordo com o economista sênior do Caixin Insight Group, Wang Zhe.

Segundo ele, tanto a oferta quanto a demanda continuaram a expandir, mas em ritmo mais lento. Os novos pedidos e novos pedidos de exportação caíram pelo segundo mês seguido. Algumas empresas disseram que os serviços continuaram a se recuperar, enquanto muitos disseram que o mercado estava ferido pelo ressurgimento da pandemia de covid-19.

Já a melhoria no mercado de trabalho de serviços também perdeu força. “Os prestadores de serviços permaneceram positivos em geral sobre a recuperação, mas continuaram preocupados com as incertezas provocada pela pandemia”, segundo o economista.