PMI de serviços cai a 26,5 pontos em fevereiro, diz Caixin

540

São Paulo – O índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) sobre a atividade do setor de serviços da China caiu para 26,5 pontos em fevereiro, de 51,8 pontos em janeiro, de acordo com dados do instituto de pesquisas IHS Markit e do grupo de mídia Caixin. O índice é o menor já registrado desde o início da pesquisa há 14 anos e é sua primeira vez entrando em território de contração.

Leituras acima de 50 pontos sugerem expansão da atividade, enquanto valores menores apontam contração. O PMI composto, que agrega dados sobre a atividade dos setores industrial e de serviços, caiu para 27,5 pontos em fevereiro, de 51,9 pontos em janeiro.

O PMI de serviços marcou seu nível mais baixo já registrado devido principalmente aos impactos do coronavírus no país. Isso afetou a demanda, tanto doméstica quanto externa, que caíram em ritmo recorde, além de uma redução no mercado de trabalho e nos investimentos de novos negócios.

“Foi difícil para os prestadores de serviços recrutar trabalhadores, e os pedidos em atraso aumentaram. A queda no indicador de emprego foi relativamente pequena, mas sua leitura de fevereiro marcou o ponto mais baixo já registrado. A medida para pedidos pendentes subiu para um recorde. A capacidade de oferta em todo o setor de serviços era insuficiente em meio a restrições à circulação de pessoas”, disse diretor de análise macroeconômica do CEBM Group, Zhengsheng Zhong.