PMI de atividade industrial do Japão cai a 41,9 pontos em abril após revisão

96

São Paulo – O índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) sobre a atividade industrial do Japão caiu para 41,9 pontos em abril, seu menor nível em onze anos, após registrar 44,8 pontos em março, segundo dados revisados divulgados pelo instituto de pesquisas 00 em parceria com o Jibun Bank.

A leitura preliminar havia mostrado 43,7 pontos. Números acima de 50 pontos sugerem expansão da atividade, enquanto valores menores apontam contração. A queda na demanda levou a cortes de produção mais acentuados, enquanto disrupções de cadeias de suprimentos se intensificaram em meio à pandemia de covid-19.

“A desaceleração da indústria do Japão se aprofundou em abril, uma vez que a paralisia da cadeia de suprimentos internacional se intensificou e a demanda global afundou ainda mais”, de acordo o economista do IHS Markit, Joe Hayes.

“Paradas de fábrica e operações abaixo da capacidade no exterior estão tendo um efeito em cascata nos produtores japoneses de mercadorias, que por sua vez estão cortando ou suspendendo completamente a produção devido a fechamentos clientes e fornecedores”.

Segundo Hayes, a produção e os novos pedidos não caem tanto desde o auge da crise financeira global no início de 2009, e a pesquisa sugere que a produção industrial diminuiu 15% anualmente em abril. Por outro lado, “os últimos números mostram que estamos além do pico da pandemia de covid-19 e a demanda de exportação pode começar sua lenta recuperação”.

Cristiana Euclydes / Agência CMA