PMI britânico de serviços sobe a 50 pontos em dezembro após revisão

191

São Paulo – O índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) sobre a atividade do setor de serviços do Reino Unido subiu a 50,0 pontos em dezembro, de 49,3 pontos em novembro, de acordo com dados revisados do instituto de pesquisas IHS Markit. Na versão preliminar, o índice havia caído para 49,0 pontos.

Leituras acima de 50 pontos sugerem expansão da atividade, enquanto valores menores apontam contração. O PMI de todos os setores, que agrega dados sobre a atividade industrial, de serviços e de construção, ficou em 49,3 pontos em dezembro, mesma pontuação de novembro. A versão preliminar havia mostrado queda para 48,5 pontos.

Segundo a pesquisa, as empresas de serviços comentaram amplamente sobre os atrasos nas decisões de gastos e fatores contrários para as vendas devido a incertezas com a política doméstica no período que antecedeu as eleições gerais.

“Com a produção e construção também moderadas em dezembro, as últimas pesquisas do PMI sinalizam coletivamente estagnação geral da economia do Reino Unido no final de 2019”, disse o economista do IHS Markit, Tim Moore. O setor de serviços, porém, acelerou em dezembro.

“É notável que o índice de expectativas de negócios agora é o mais alto desde setembro de 2018 e está confortavelmente acima da leitura preliminar de dezembro. A recuperação modesta em novos trabalhos fornece outro sinal de que as condições comerciais devem começar a melhorar nos próximos meses, ajudados por um impulso ao sentimento dos negócios devido à maior clareza do Brexit e um panorama político mais previsível”.