Petrobras pode assumir fatia da Total em 5 blocos

119
Foto: Divulgação/Petrobras

São Paulo – A Petrobras fechou acordo com a Total para assumir a participação da companhia nos blocos FZA-M-57, FZA-M-86, FZA-M-88, FZA-M-125 e FZA-M-127, localizados em águas ultraprofundas no norte do Brasil, a aproximadamente 120 quilômetros do estado do Amapá, segundo documentos enviados à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Os blocos foram adquiridos em licitação de blocos da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) pelo consórcio operado pela Total, com 40% de participação, tendo como parceiras a Petrobras, com 30% e a BP Energy do Brasil LTDA, também com 30%.

Com o acordo, a Petrobras poderá aumentar sua participação de 30% para 50%, podendo chegar até 70%, caso a BP não manifeste interesse em aumentar sua participação. A concretização do negócio está sujeito às aprovações dos orgãos reguladores.

Segundo a Petrobras, a transação está em linha com o processo de gestão de portfólio da companhia, que visa maximizar valor para seus acionistas, priorizando investimentos em ativos de classe mundial em águas profundas e ultraprofundas.