Petrobras decide hibernar plataforma Merluza

185
Foto divulgação: Petrobras

São Paulo – A Petrobras decidiu hibernar a plataforma de Merluza (PMLZ-1), localizada em águas rasas na Bacia de Santos, que já estava com sua produção interrompida desde março deste ano, quando houve redução na demanda por gás natural. Os campos estão em fase vinculante para desinvestimento.

De acordo com a estatal, a hibernação permitirá a redução de gastos operacionais e a transferência de profissionais para outras unidades. A hibernação não impactará o processo de desinvestimento do Polo Merluza e o suprimento de gás natural na baixada Santista.

O Polo Merluza é composto pelas concessões de Merluza e Lagosta, onde a Petrobras possui 100% de participação. Com início de operação em 1993, sua produção média em 2019 foi de 3,6 mil barris de óleo equivalente por dia (bpd) de gás natural e condensado.