Pesquisa da Febraban mostra preocupação do brasileiro sobre fake news

116

São Paulo – O brasileiro está mais preocupado com as fakes news na internet e nas redes sociais, segundo pesquisa do Observatório Federação Brasileira de Bancos (Febraban). O levantamento, feito com três mil pessoas acima de 16 anos, aponta que 86% dos internautas possuem receio em relação às fake news, em maior ou menor intensidade.

A preocupação com notícias falsas cresce entre os que têm filhos entre 12 e 18 anos (92%). Nesse contexto, 90% afirmam checar notícias ou conteúdos que leem, recebem ou compartilham na internet e nas redes sociais para se prevenir. Esses cuidados se ampliam em quem possui níveis mais altos de escolaridade e renda, mas diminui entre os de idade mais avançada.

A desconfiança maior é em relação ao que é compartilhado via aplicativo de mensagens WhatsApp, no qual 67% das pessoas não confiam. O percentual sobe para 74% entre os mais jovens. Já em relação a redes sociais como Facebook, Instagram e Twitter, 60% não confiam no que é compartilhado.

O estudo também mostra que 66% dos entrevistados estão insatisfeitos com a atuação do poder público e das autoridades no combate às fakes news na internet e nas redes sociais.