Perda na aviação por coronavírus será maior e chegará a US$ 113 bi, diz Iata

247
Foto: Divulgação / Governo britânico

São Paulo – As companhias aéreas podem enfrentar perdas maiores do que as projetadas com o novo coronavírus à medida que a epidemia se espalha além da China. Segundo a Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata), as perdas totais de receita global em 2020 devem ficar entre US$ 63 bilhões e US$ 113 bilhões.

No mês passado, a projeção era de US$ 29,3 bilhões com base em um cenário no qual o impacto de Covid-19 estava restrito aos mercados vinculados à China.

“Desde então, o vírus se espalhou para mais de 80 países e as reservas futuras foram severamente afetadas em rotas além da China”, diz a Iata em comunicado.

A associação destaca que os mercados financeiros reagiram fortemente, com os preços das ações das companhias aéreas recuando quase 25% desde o início do surto, cerca de 21 pontos percentuais a mais do que o declínio ocorrido em período semelhante durante a crise da Síndrome Respiratória Aguda (Sars) de 2003.

“Em grande parte, essa queda já causa um choque nas receitas do setor bem maior do que a nossa análise anterior”, afirma a nota.