Para presidente do Fed, perspectivas estão sujeitas a um novo nível de incertezas

121
O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Jerome Powell / Foto: Fed

São Paulo – Os Estados Unidos estão enfrentando um novo nível de incerteza, com perguntas que apenas a evolução do novo coronavírus pode responder, disse o presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, em discurso de abertura de um evento virtual promovido pelo banco central norte-americano.

“A dor dessa crise é agravada pela reviravolta da vida normal, juntamente com uma grande incerteza sobre o futuro. Na melhor das hipóteses, é difícil prever o caminho da economia com certeza”, afirmou.

Segundo Powell, a crise provocada pelo novo coronavírus foi repentina e é grave. “Estamos no meio de uma crise econômica sem precedentes modernos. Foi repentino e grave. Apagou os ganhos de emprego da década passada e infligiu dor aguda em todo o país. E embora o fardo seja amplo, ele não é distribuído uniformemente. Aqueles que sofrem o impacto da precipitação são os menos capazes de suportar”, disse.

Neste sentido, o chefe do Fed disse que a retomada da atividade econômica é de competência das autoridades eleitas em todos os níveis de governo, em estreita consulta com profissionais de saúde pública e médicos. Ele, no entanto, reforçou o papel da política monetária na retomada econômica neste período de crise.

“O feedback que recebemos de nossos contatos comunitários e comerciais sempre foi crucial na maneira como conduzimos a política monetária. Em tempos extraordinários como esses, assume uma importância ainda maior”, acrescentou.

Ainda assim, Powell se mostrou otimista, dizendo que a economia norte-americana vai se recuperar. “A economia norte-americana vai voltar ao patamar onde estava antes da crise”, disse ele.

Em março, em uma reunião emergencial de política monetária, o Fed cortou a taxa básica para a faixa entre zero e 0,25% ao ano. Powell já indicou em diversas ocasiões que os

juros permanecerão nos níveis atuais até que haja garantias de recuperação econômica.
Além da taxa próxima a zero, o Fed também lançou uma série de operações de compra de títulos – incluindo do Tesouro e hipotecários – e programas de crédito para apoiar a economia e o funcionamento adequado do mercado financeiro.

Powell também já indicou que essas acomodações só serão retiradas após a retomada da atividade econômica em linha com o mandato duplo de pleno emprego e estabilidade de preços e indicou que esse processo se dará em ritmo gradual.