Pandemia prejudicou 99% das empresas europeias, diz relatório

336
Sede da Comissão Europeia, braço executivo da União Europeia (UE), em Bruxelas. Foto: Divulgação/ Serviço Audiovisual da UE

São Paulo – O novo coronavírus prejudicou quase 25 milhões de pequenas e médias empresas (PMEs) na União Europeia, ou 99% de todas as empresas da comunidade, afirma um relatório do Ministério da Economia alemão. As informações são da agência de notícias “Sputnik”.

“Os mais afetados são quase 25 milhões de PMEs, o que corresponde a 99% de todas as empresas da UE”, diz o reporte.

O relatório também acrescenta que “os ministros da economia da UE estão coordenando medidas para apoiar a economia européia na crise causada pelo coronavírus”.

Em particular, o relatório indica que o Conselho de Ministros da Economia dos países europeus planeja abordar durante uma teleconferência hoje as medidas necessárias para estabilizar a economia.

Anteriormente, o Ministro da Economia e Energia da Alemanha, Peter Altmaier, e o Ministro das Finanças do país, Olaf Scholz, apresentaram um pacote de medidas para aliviar o impacto econômico negativo da covid-19: entre outras medidas, espera-se facilitar o acesso a compensação pela redução do horário de trabalho, manutenção da liquidez fiscal e fortalecimento da coordenação europeia.

Desde 11 de março, a Organização Mundial da Saúde classificou a doença por coronavírus SARS-CoV-2, covid-19, detectada na cidade chinesa de Wuhan, capital da província centro-oriental, como uma pandemia.

Cerca de 255 mil casos de infecção foram registrados em todo o mundo, incluindo mais de 10.500 mortes. Mais de 89.900 pessoas já se recuperaram da infecção. Até o momento, 17.653 casos de infecção por covid-19 foram relatados na Alemanha, incluindo 48 mortes.