Países da UE concordam em começar negociações comerciais com EUA

São Paulo – Os países da União Europeia (UE) concordaram em começar negociações comerciais com os Estados Unidos, para eliminar tarifas em bens industriais e para fechar um acordo de avaliação de conformidade, para tornar mais fácil para as empresas provarem que seus produtos atendem a requisitos técnicos dos dois lados do Atlântico.

Segundo a UE, as negociações visam a dar sequência ao compromisso assumido em julho de 2018 pelo o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, de não impor nenhuma nova tarifa e de trabalhar em conjunto para eliminar tarifas industriais e melhorar a cooperação.

“A União Europeia está cumprindo o que o presidente Trump e eu acordamos em 25 de julho de 2018. Queremos uma situação ganha-ganha para o comércio, benéfica tanto para a UE como para os Estados Unidos”, disse Juncker, em comunicado.

“Queremos cortar tarifas em produtos industriais uma vez que isso pode levar a aumentos adicionais nas exportações da UE e dos Estados Unidos, no valor de cerca de 26 bilhões de euros. A União Europeia e os Estados Unidos têm uma das relações econômicas mais importantes do mundo. Queremos fortalecer ainda mais o comércio entre nós”, afirmou ele.

A chefe da UE para o Comércio, Cecilia Malmstrom, disse que o início formal das negociações comerciais com os Estados Unidos vai ajudar a aliviar as tensões comerciais.

Na semana passada, Trump ameaçou impor tarifas adicionais à importação de US$ 11 bilhões em produtos do bloco europeu, em resposta aos subsídios da UE à Airbus. Ele também já ameaçou aplicar uma taxa de 25% a veículos e peças automotivas da Europa. Autoridade da Comissão Europeia afirmaram que o bloco vai retaliar se as tarifas entrarem em vigor.

Cristiana Euclydes / Agência CMA

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com