País cria 157 mil postos de trabalho em setembro, aponta Caged

Por Priscilla Oliveira e Gustavo Nicoletta

Brasília – O Brasil registrou a criação líquida de 157.213 postos de trabalho em setembro. O resultado é fruto da criação de 1.341.716 postos e fechamento de 1.184.503 postos. No ano foram abertas 761.776 vagas e nos últimos 12 meses foram criadas 548.297 vagas de trabalho. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Economia.

Em setembro, foram criadas vagas em sete dos oito setores econômicos. Registraram saldo positivo os setores de Serviços (+64.533 postos), Indústria de Transformação (+42.179 postos), Comércio (+26.918 postos), Construção Civil (+18.331 postos), Agropecuária (+4.463 postos), Extrativa Mineral (+745 postos) e Administração Pública (+492 postos).  Apenas o setor da Serviços Industriais de Utilidade Pública (SIUP) teve saldo negativo (-448 postos).

Por regiões, todas apresentaram saldo positivo na geração de empregos. O Nordeste (+57.035 postos) foi o que teve a maior abertura de vagas, seguido pelo Sudeste (+56.883 postos), Sul (+23.870 postos), Centro-Oeste (+10.073 postos) e Norte (+9.352 postos).

SALÁRIO

O salário médio de contratação no Brasil somou R$ 1.604,60 em setembro – caindo 0,74% em relação a agosto e subindo 2,99% na comparação com o mesmo mês do ano passado, segundo o Caged, corrigidos pela inflação. O salário médio de demissão foi de R$ 1.788,94 – 1,26% maior que o de agosto e 3,42% acima do observado em setembro de 2018.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com