Opep revisa para cima perspectiva de demanda para este ano

Opep
Sede da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), em Viena. Foto: Divulgação/ Opep

Corrige nota publicada às 12h52 e acrescenta informações sobre as projeções. Ao contrário do informado anteriormente, a demanda global vai subir em 200 mil barris por dia e não para 200 mil barris por dia este ano.

São Paulo – Estímulo fiscal e implantação contínua de vacinas contra covid-19 ajudaram a melhorar a perspectiva de demanda de petróleo para este ano, segundo relatório mensal da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep).

O cartel revisou sua previsão de demanda global de petróleo em 200 mil barris por dia (bpd) este ano, para 96,27 milhões de bpd ante projeção anterior de 96,05 milhões de bpd. O cartel citou o último projeto de estímulo fiscal de US$ 1,9 trilhão dos Estados Unidos e “a recuperação contínua nas economias asiáticas” como motivos pela revisão.

Em 2020, a demanda global foi projetada pela Opep em 90,39 milhões de bpd. No relatório mensal anterior, a demanda do ano passado foi estimada em 90,26 milhões de bpd.

Para a produção de líquidos, a Opep projeta um aumento de 950 mil bpd para este ano em relação a 2021, passando de 62,85 milhões de bpd, para 63,80 milhões de bpd considerando países de fora da Opep. O cartel não faz projeções da sua própria oferta.

Em seu relatório, a Opep apontou para a incerteza que o mercado de petróleo enfrenta nos próximos meses, diminuindo sua estimativa de demanda global para o primeiro semestre do ano devido às contínuas restrições ao coronavírus, mas aumentando sua previsão de demanda para o segundo semestre devido à “atividade econômica que deve acelerar à medida que o impacto da pandemia deve diminuir”.