Onyx Lorenzoni deve ir para Secretaria de Governo, diz líder do governo

207
A secretaria especial do PPI, Martha Seillier,o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, durante entrevista à imprensa no Palácio do Planalto, sobre as empresas públicas que serão incluídas na lista de privatização até o final do ano.

São Paulo – O líder do governo na Câmara dos Deputados, Ricardo Barros (PP-PR), descartou a possibilidade de reforma ministerial este ano e disse que o único movimento previsto é a ida do ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, para a Secretaria de Governo – mudança que já havia sido sinalizada pelo presidente Jair Bolsonaro.

“Não vejo ambiente para reforma ministerial. Eu penso que haverá o deslocamento do ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, para a Secretaria-Geral da Presidência da República”, afirmou, em um comunicado.