OMS diz que retomada econômica requer 200 milhões de doses de vacina

230
Bandeira com o símbolo da Organização Mundial da Saúde (OMS). (Foto: Missão dos EUA/Eric Bridiers)

São Paulo – Pelo menos 200 milhões de doses de vacina contra o novo coronavírus serão necessárias para a reconstrução da confiança e da retomada econômica, disse o conselheiro sênior da a Organização Mundial da Saúde (OMS), Bruce Aylward.

Segundo ele, o importante não é o número exato de dose, mas a quantidade de vacinas necessárias no início do processo para reduzir o risco de doenças graves.

“Essa é a chave para remover o medo, reconstruir a confiança e conseguir nossas sociedades e economias trabalhando novamente. E as mais de 200 milhões de doses definitivamente percorreriam um longo caminho para alcançar isso. No momento, estamos muito longe dessas 200 milhões de doses “, afirmou ele em coletiva de imprensa.

Para Aylward, a sequência ideal de distribuição da vacina é primeiro fornecê-la aos profissionais de saúde, depois aos idosos e depois aos outros grupos considerados de alto risco, antes que uma quantidade de vacina suficiente esteja disponível para atender populações inteiras.

As vacinas candidatas estão sendo desenvolvidas em todo o mundo por instituições de pesquisa e empresas farmacêuticas, compiladas sob uma lista monitorada pela OMS. O primeiro governo a registrar uma vacina foi a Rússia, em 11 de agosto. Vários outros países seguiram o exemplo e aceleraram o registro de suas vacinas para uso em casos de emergência.