OMS defende entrega de vacinas contra covid-19 em países controlados

Foto: União Europeia (UE)

São Paulo – A Organização Mundial da Saúde (OMS) defendeu que todos os países devem ter acesso a vacinas contra covid-19, independente do estado atual da doença em seu território, referindo-se ao episódio recente de bloqueio de entrega de doses à Austrália pela Itália.

Na semana passada, o governo italiano se utilizou das normas da União Europeia sobre o bloqueio no fornecimento de vacinas para fora do bloco europeu caso um dos países membros não esteja recendendo doses o suficiente para sua população. Ele impediu a exportação de 250 mil injeções para a Austrália, alegando que o país teria controlado a pandemia.

“Já observamos casos de explosão de casos em locais onde o número de infecções estava bem controlado. Basta um evento para tudo desandar, então as vacinas são necessárias em todo o mundo de forma igualitária”, afirmou o conselheiro sênior da OMS, Bruce Aylward, em coletiva de imprensa.

Segundo as autoridades do órgão, a Austrália não pode ser penalizada porter adotado regras rígidas de contenção de casos. “O que eles fizeram no país foi excepcional, mas não é por isso que podem aguentar enquanto outros lugares são ajudados”, afirmou ele.