OMS alerta para viés político em investigação sobre o novo coronavírus

Foto: CDC / Pexels

São Paulo – A Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou para o perigo do viés político nas investigações sobre a origem do novo coronavírus em um momento no qual os Estados Unidos sugeriram esta semana que a disseminação da covid-19 pode ser resultado de um incidente de laboratório.

“Colocar a OMS em uma posição como a que foi colocada é muito injusto com a ciência que estamos tentando realizar e nos coloca, como organização, francamente, em uma posição impossível de fornecer as respostas que o mundo deseja”, disse o diretor executivo do programa de emergências da OMS, Mike Ryan, em coletiva de imprensa.

A OMS foi repetidamente acusada de permitir que o governo chinês evitasse uma investigação completa sobre as origens do novo coronavírus, identificado pela primeira vez na cidade chinesa de Wuhan, no final de 2019.

Na quarta-feira, o presidente norte-americano, Joe Biden, ordenou às agências de inteligência que conduzam um relatório sobre suas análises mais atualizadas das origens da covid-19, incluindo se surgiu do contato humano com um animal infectado ou de um acidente de laboratório.

Mais cedo, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian, disse que a  intenção dos Estados Unidos de publicar o relatório é um jogo político e uma tentativa de culpar os outros.

“A origem do vírus é um problema científico complexo. Desta vez, os Estados Unidos tentam permitir que os serviços secretos tirem conclusões científicas. Isso apenas sugere que Washington não está interessado na verdade, não quer nenhuma investigação científica, é apenas um jogo político, uma tentativa de culpar os outros e livrar-se da responsabilidade ”, afirmou Zhao.