OMC diz que pandemia provocou queda de 14% no comércio global

212
Foto: Divulgação/Henrique Mendizabal

São Paulo – O volume do comércio global de diminuiu 14,0% no segundo trimestre deste ano em comparação com o primeiro trimestre, disse a Organização Mundial do Comércio (OMC), que alerta que as incertezas se mantêm elevadas diante da crise provocada pela pandemia do novo coronavírus.

Segundo a OMC, essa estimativa sugere que o comércio mundial em 2020 está evoluindo em linha com o menos pessimista dos dois cenários traçados na projeção de abril da entidade, que projetava que o volume de comércio de mercadorias este ano se contrairia em 13,0% em comparação com 2019.

“No entanto, como os economistas da OMC advertiram em junho, o pesado encargo econômico da pandemia de covid-19 sugere que as projeções para uma forte recuperação do comércio em forma de V em 2021 podem ser excessivamente otimistas”, diz a OMC em relatório.

“Como a incerteza permanece elevada em termos de política econômica e comercial, bem como a forma que a crise de saúde irá evoluir, uma recuperação em forma de L é uma perspectiva real. Isso deixaria o comércio global bem abaixo de sua trajetória pré-pandemia”, acrescenta a nota.

A leitura atual do barômetro da OMC de 84,5 pontos está 15,5 pontos abaixo do valor de referência de 100 pontos para o índice e 18,6 pontos abaixo do mesmo período do ano passado.

De acordo com o relatório, essa leitura – a mais baixa registrada em dados que remontam a 2007, e no mesmo nível da crise financeira de 2008 – é amplamente consistente com as estatísticas da OMC publicadas em junho, que estimavam um declínio de 18,5% no comércio de mercadorias no segundo trimestre de 2020 em comparação com o mesmo período do ano passado.

“A extensão exata da queda no comércio só será confirmada no final deste ano, quando os dados oficiais do volume de comércio para o período de abril a junho estiverem disponíveis”, afirma o OMC.