OCDE rebaixa projeção de alta de PIB global para ano que vem

320

São Paulo – A Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) revisou para baixo sua projeção de crescimento para o Produto Interno Bruto (PIB) global no ano que vem, mesmo com o avanço de vacinas contra covid-19, citando o peso de medidas restritivas.

A previsão para a contração da economia global em 2020 passou para 4,2%, ante projeção anterior de queda de 4,5%, divulgada em setembro. Para 2021, a projeção de crescimento caiu de 5,0% para 4,2%, enquanto para 2022 a previsão é de avanço de 3,7%.

“Pela primeira vez desde o início da pandemia, agora há esperança de um futuro melhor. O progresso com vacinas e tratamento aumentou as expectativas e a incerteza diminuiu”, diz a OCDE. “A estrada à frente é mais brilhante, mas desafiadora”.

A expectativa é de vacinação amplamente distribuída no curso de 2021 para a maioria, mas até lá “o gerenciamento da pandemia ainda representará tensões na economia”.

A OCDE destacou que a atividade econômica continuará com menos interações face a face e fronteiras parcialmente fechadas por mais alguns trimestres. “As economias em desenvolvimento ou de mercado emergente, onde o turismo é importante, continuarão a ver sua situação se deteriorar e exigirão mais ajuda internacional”.

Por outro lado, “a economia global ganhará ímpeto nos próximos dois anos, com o PIB global em níveis pré-pandemias até o final de 2021”, com avanços farmacêuticos, rastreamento e isolamento mais eficazes e ajustes no comportamento de pessoas e empresas ajudando a manter o vírus sob controle, permitindo a suspensão gradativa de restrições.

Já as políticas de apoio a empregos e empresas, em vigor desde o início da pandemia, devem continuar em vigor, e “permitirão uma recuperação mais rápida quando as restrições forem suspensas”, segundo a OCDE. “O alívio fiscal excepcional fornecido ao longo de 2020 – e necessário além – terá ótimos resultados”.

O desempenho da recuperação, entretanto, será diferente entre os países, dependendo por exemplo da velocidade de vacinação. “Projetamos que a recuperação será desigual entre os países, podendo levar a mudanças duradouras na economia mundial”.

“A China, que começou a se recuperar mais cedo, tem projeções de crescimento fortemente, respondendo por mais de um terço do crescimento econômico mundial em 2021”.

A OCDE prevê alta de 1,8% no PIB da China este ano, acelerando para 8,0% no ano que vem, em linha com as projeções anteriores, de setembro. Para 2022, a projeção é de alta de 4,9%.

Por outro lado, “a contribuição da Europa e da América do Norte para o crescimento global permanecerá menor do que seu peso na economia mundial”.

A projeção é de contração de 3,7% na economia dos Estados Unidos este ano. Para 2021, a previsão de crescimento foi rebaixada de 4,0% para 3,2% , e a expectativa é de alta de 3,5% em 2022. Para a zona do euro, a OCDE prevê queda de 7,5% no PIB deste ano, alta de 3,6% em 2021 e de 3,3% em 2022.