Novos casos de covid-19 no Brasil ficam quase estáveis

129
Imagem microscópica do coronavírus
Imagem microscópica do coronavírus causador da COVID-19. (Foto: C.S. Goldsmith e A. Tamin/CDC)

São Paulo, 5 de outubro de 2020 – Os novos casos de covid-19 no Brasil ficaram praticamente estáveis na última semana em relação à semana anterior, com nove estados apresentando quedas de mais de 10% no surgimento de infectados – entre eles São Paulo, o mais atingido pela pandemia em número de casos. Cinco estados e o Distrito Federal, porém, tiveram aumento de mais de dois dígitos no número de recém-contaminados.

Na semana terminada no último sábado (3), o número de novos casos de covid-19 no Brasil caiu 0,5% em relação à semana anterior, para 188.842. Com isso, permaneceram um pouco acima dos níveis observados em 13 de maio. Os dados são do Ministério da Saúde.

As quedas mais significativas foram observadas em Rondônia (-25,7%), Mato Grosso (-20,7%), Ceará (-17,5%), Alagoas (-17,0%), São Paulo (-17,0%), Mato Grosso do Sul (-16,6%), Amapá (-14,9%), Tocantins (-13,9%) e Bahia (-13,2%). Em todos estes estados, a curva de casos encontra-se em fase descendente.

Os aumentos mais acentuados ocorreram no Distrito Federal (12,0%), em Pernambuco (13,1%), no Amazonas (29,9%), Rio Grande do Norte (33,6%), Rio de Janeiro (41,6%) e Rio Grande do Sul (59,1%). Apenas o Distrito Federal e o Rio Grande do Norte apresentavam sinais de uma curva descendente de casos nas últimas semanas. Nos demais, a curva mostrou estabilização ou irregularidade.

Até ontem, o Brasil registrava um total de 4,9 milhões de casos de covid-19. Deste total, apenas 505,7 mil efetivamente era de pessoas doentes, segundo o Ministério da Saúde. As mortes provocadas pela doença somavam 146.352.