Nova Zelândia registra novos casos de covid-19 depois de 102 dias

115
Nova Zelândia Jacinda Ardern
Primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern. Foto: Divulgação/ Fórum Econômico Mundial

São Paulo – A Nova Zelândia registrou quatro casos do novo coronavírus, depois de 102 dias sem nenhuma infecção, e o governo vai elevar o nível de alerta no país, limitando reuniões em massa, entre outras medidas restritivas.

“Temos quatro casos confirmados de covid-19 em uma família adquirida de fonte desconhecida. O caso índice é uma pessoa na casa dos 50 anos que vive no sul de Auckland”, de acordo com o governo da Nova Zelândia, em comunicado.

Segundo o governo, os níveis de alerta no país serão alterados amanhã. Auckland passará para o nível de alerta 3 e o resto da Nova Zelândia passará para o nível de alerta 2.

“No nível de alerta 3, você é incentivado a trabalhar em casa, se puder”, diz o governo, acrescentando alunos devem estudar em casa e que bares, restaurantes e locais públicos como museus, bibliotecas, academias e mercados ficarão fechados.

As viagens entre regiões também serão limitadas. O transporte público continua a operar, com distância física e uso de máscaras, enquanto reuniões até 10 pessoas podem continuar, mas apenas para casamentos e funerais.

Para as outras regiões do país, as pessoas podem ir trabalhar e estudar, usando máscaras e mantendo o distanciamento social, e eventos de até 100 pessoas são permitidos, como casamentos, aniversários e funerais. Empresas podem abrir ao público se seguirem orientações de saúde pública.

“Isso não é um sinal que falhamos, é a realidade desde vírus”, disse a primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinta Ardern, em coletiva de imprensa. “Temos que ter certeza de que estamos preparados”, acrescentou ela.