Nevada e Geórgia podem definir resultado de eleições presidenciais nos EUA

166
Foto: Casa Branca

São Paulo – Os resultados das urnas apuradas nos estados de Nevada e Geórgia podem definir as eleições presidenciais dos Estados Unidos, enquanto os votos ainda estão sendo contabilizados em outros três estados norte-americanos.

O candidato democrata Joe Biden possui 264 votos no Colégio Eleitoral, e segue na frente do atual presidente do país, o republicano Donald Trump, que está com 214 votos, segundo dados da Associates Press (AP). Para vencer a disputa pela Casa Branca, são necessários 270 votos.

Assim, se Biden vencer em Nevada, que garante seis votos, ele será eleito o próximo presidente dos Estados Unidos. Com 75% das urnas apuradas em Nevada, Biden aparece na frente, com 49,3%, ou 588.252 votos, contra 48,7%, ou 580.605 votos de Trump.

Por sua vez, Trump precisaria vencer na Geórgia, além de na Pensilvânia e na Carolina do Norte, para virar o resultado. Ele lidera por uma margem estreita nos três estados, mas a vantagem têm diminuído na medida em que mais votos vão sendo contabilizados.

Na Pensilvânia, 89% das urnas foram apuradas. Trump lidera com 50,7%, ou 3.215.983 votos, contra 48,1%, ou 3.051.565 votos, de Biden. O estado dá 20 delegados ao vencedor.

Na Georgia, onde 16 votos no no Colégio Eleitoral estão em jogo, 98% das urnas já foram apuradas. Trump lidera com 49,6%, ou 2.430.156 votos, contra 49,2%, ou 2.407.589 votos de Biden.

Na Carolina do Norte, 94% das urnas foram apuradas. Trump lidera com 50,1%, ou 2.732.084 votos, enquanto Biden tem 48,7%, ou 2.655.383 votos. Quem vencer neste estado leva 15 votos no Colégio Eleitoral.

Por fim, Trump segue na frente no Alasca, e com 50% das urnas apuradas, possui 62,1% dos votos, ou 118.602 votos, contra 33,5%, ou 63.992 votos de Biden. O estado dá três votos ao vencedor.